• By Sharon Theimer

Perguntas e respostas da Mayo Clinic: benefícios da reabilitação pulmonar para a doença pulmonar obstrutiva crônica e outras condições pulmonares

20 agosto 2021
jovem sorridente segurando o pai pelas costas, na sacada externa

ESTIMADA MAYO CLINIC: meu pai teve a doença pulmonar obstrutiva crônica durante anos, mas foi hospitalizado devido ao agravamento dos sintomas relacionados à sua condição. O profissional médico que o atende recomendou que ele iniciasse um programa de reabilitação pulmonar. Ele está hesitante e inseguro sobre o que esperar do tratamento. Quais são os benefícios da reabilitação pulmonar em pessoas com a doença pulmonar obstrutiva crônica? Vocês a recomendam para as pessoas com outras condições pulmonares?

RESPOSTA: a reabilitação pulmonar é um programa clinicamente supervisionado que inclui o treinamento físico estruturado, educação em saúde, modificação de comportamento, aconselhamento nutricional e aprendizado de técnicas respiratórias para as pessoas que têm certas doenças respiratórias crônicas ou problemas pulmonares devido a outras condições. A reabilitação pulmonar procura melhorar a condição física e psicológica de pessoas com doenças respiratórias crônicas e educar essas pessoas para estabelecer e manter os comportamentos que beneficiarão sua saúde nos anos futuros.

A reabilitação pulmonar é benéfica para pessoas com a doença pulmonar obstrutiva crônica ou DPOC. Foi demonstrado que reduz os sintomas de falta de ar, melhorando a função física e elevando a qualidade de vida em geral. Pesquisas demonstraram que as pessoas que iniciam a reabilitação pulmonar dentro de três meses após a hospitalização por problemas relacionados a DPOC correm um risco significativamente menor de morte após um ano em comparação com as pessoas que iniciam a reabilitação pulmonar mais tarde ou com as pessoas que não participam da reabilitação pulmonar. Mais evidências estão surgindo quanto ao fato de que a reabilitação pulmonar melhora os sintomas, a capacidade de exercício e a qualidade de vida em pessoas com condições como doença pulmonar intersticialasmahipertensão pulmonar e fibrose cística, assim como em pessoas antes e depois da cirurgia para câncer de pulmãoredução do volume pulmonar ou um transplante pulmonar.

Os cuidados relacionados à reabilitação pulmonar são oferecidos por uma equipe de profissionais de saúde de diversas áreas de especialidade e formações, incluindo pneumologistas, terapeutas respiratórios e fisiologistas do exercício. A equipe de reabilitação pulmonar também pode incluir especialistas de enfermagem, medicina física e reabilitação, nutrição, psicologia e psiquiatria e medicina do sono, dependendo das necessidades da pessoa.

Normalmente, a reabilitação pulmonar é fornecida em uma clínica ambulatorial ou em um centro de reabilitação hospitalar e normalmente requer uma a três sessões supervisionadas por semana durante seis a dez semanas.

Antes de iniciar a reabilitação pulmonar com os pacientes, a equipe de saúde será responsável por:

  • Medir a capacidade de exercício e a função pulmonar.
  • Analisar o histórico médico e os tratamentos atuais.
  • Perguntar sobre os níveis atuais de atividade física, saúde mental e dieta.
  • Estabelecer metas específicas a serem alcançadas para cada pessoa que se submeta ao programa.

A partir dessas informações, um plano de cuidado especializado é elaborado para melhor se adequar às necessidades de cada pessoa.

Embora a reabilitação pulmonar seja tradicionalmente realizada em uma clínica ou hospital sob supervisão médica direta, evidências crescentes sugerem que a reabilitação pulmonar domiciliar, particularmente o treinamento físico domiciliar, é segura e possivelmente tão eficaz quanto. A reabilitação pulmonar domiciliar pode ser mais conveniente para os participantes. Além disso, a reabilitação domiciliar pode ser uma boa alternativa para as pessoas que não podem frequentar regularmente um centro de reabilitação devido a fatores como compromissos de trabalho e restrições de deslocamento. Muitos centros de reabilitação pulmonar estão trabalhando para estabelecer programas domiciliares.

O treinamento físico é fundamental para a reabilitação pulmonar. Um plano de treinamento físico individualizado, ou a prescrição de exercícios físicos, muitas vezes é baseado nas informações coletadas a partir dos testes físicos realizados antes de iniciar o programa, e esse plano é desenvolvido para cada participante. O treinamento físico, que combina exercícios aeróbicos, como caminhar na esteira ou andar de bicicleta; treinamento de força; além de exercícios que melhoram o equilíbrio e a flexibilidade, é planejado para aumentar a força e a resistência, além de reduzir a falta de ar, a fadiga e o cansaço das pessoas que participam da reabilitação pulmonar. A equipe de reabilitação pode recomendar o uso de medicamentos para abrir as vias aéreas antes do exercício ou ensinar as pessoas a ajustar a sua oxigenoterapia regular durante o exercício para maximizar os benefícios obtidos. Conforme os participantes da reabilitação pulmonar se tornam mais familiarizados com o programa de exercícios e confiantes em realizar exercícios regulares, eles são encorajados a se exercitarem de forma independente em casa ou em outro ambiente, como uma academia de ginástica, juntamente com as sessões supervisionadas.

Os participantes também podem aprender técnicas específicas de respiração, tais como respiração diafragmática, respiração freno labial ou respiração de ioga. Essas técnicas podem ajudar as pessoas com condições pulmonares a controlar melhor a respiração e ajudá-las a lidar melhor com situações estressantes, evitando a sensação de falta de ar, especialmente durante o exercício. Em algumas situações, a equipe de reabilitação também pode fazer com que um participante faça parte de um treinamento específico para os músculos respiratórios. Esse treinamento é elaborado para aumentar a força dos músculos respiratórios. E, combinado com o treinamento físico, demonstrou reduzir a falta de ar e melhorar a capacidade de exercício quando se comparado ao treinamento de físico realizado sozinho em algumas pessoas com doenças respiratórias.

A educação e o aconselhamento também são componentes fundamentais para a reabilitação pulmonar. Os participantes podem receber educação sobre como tomar seus medicamentos de forma mais eficaz e administrar a doença, desenvolver um plano para parar de fumar, caso seja pertinente e discutir como as tarefas diárias rotineiras podem ser modificadas para minimizar a falta de ar ou evitar a falta de fôlego. Além disso, muitos programas de reabilitação pulmonar oferecem apoio individual ou em grupo para melhor administrar e aliviar a depressão e a ansiedade, assim como mudar a dieta e preparar refeições para benefícios de saúde a longo prazo.

De modo geral, a participação na reabilitação pulmonar é um componente essencial na administração da DPOC. Eu recomendo que você fale com o seu pai e com o profissional médico que o atende sobre a importância da reabilitação pulmonar. Acredito que ela seja eficaz para ajudar as pessoas com condições pulmonares a administrar melhor os sintomas, melhorar a condição física e a capacidade de realizar tarefas diárias rotineiras, melhorando o máximo possível a saúde e o bem-estar em geral.  Dr. Bryan Taylor, Doenças Cardiovasculares, Mayo Clinic, Jacksonville, Florida

###

Sobre a Mayo Clinic

A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a inovação na prática clínica, educação e pesquisa, fornecendo compaixão, conhecimento e respostas para todos que precisam de cura. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic para obter mais informações sobre a Mayo Clinic. Para obter informações sobre a COVID-19, incluindo a ferramenta de rastreamento Mapa do Coronavírus (Coronavirus Map) da Mayo Clinic, que tem previsão de 14 dias sobre as tendências da COVID-19, visite o Centro de Recursos para COVID-19 da Mayo Clinic.

Contato de mídia:

Cynthia Weiss, Relações Institucionais da Mayo Clinic, newsbureau@mayo.edu