• By Rhoda Madson

Especialista compartilha dicas para prevenir lesões em esportes de tacos e raquetes

28 junho 2022
Vista de ângulo baixo de um tenista inclinando-se para a frente para pegar a bola com sol ao fundo.

ROCHESTER, Minnesota — Estar ativo é bom para o corpo, mas alguns esportes podem ser especialmente cruéis para mãos e punhos. A dor na lateral do punho do lado oposto ao polegar, chamada de dor na borda ulnar do punho, é uma causa comum de dor debilitante em atletas que praticam esportes que usam tacos ou raquetes, como tênis, golfe, hóquei e lacrosse.

“A dor na borda ulnar do punho pode ser um desafio para avaliar e tratar porque pode ter várias causas, principalmente entre atletas de alta performance”, diz o Dr. Sanjeev Kakar, cirurgião ortopedista da Mayo Clinic, especialista em doenças da mão e do punho.

Para evitar lesões, o Dr. Kakar recomenda usar o equipamento adequado para o seu tamanho e a sua estrutura. Ele também recomenda ter aulas com um profissional licenciado que pode ensinar a técnica adequada para o seu esporte.

Infelizmente, as lesões continuam a acontecer. O Dr. Kakar recomenda tratar entorses simples com descanso, gelo, compressão e elevação. Se a dor continuar, procure um cirurgião de mãos. Você pode precisar de terapia, talas, injeções ou uma possível cirurgia.

Esportes como o tênis podem ser extremamente extenuantes para os punhos. Muitos jogadores podem fazer movimentos de golpes que podem deixá-los predispostos a lesões ou que precisem ser corrigidos durante a reabilitação. O Dr. Kakar e seus colegas da Mayo Clinic trabalharam junto à Associação de Tênis dos Estados Unidos para entender melhor os mecanismos dos golpes do tênis que não podem ser percebidos a olho nu. A equipe da Mayo Clinic incorporou essa análise ao tratar jogadores de tênis com dor na borda ulnar do punho.

Recentemente, a equipe da Mayo publicou um artigo sobre um tenista de competição que tinha dor na borda ulnar do punho continuamente, apesar do tratamento não-cirúrgico, causada pelo rompimento no complexo da fibrocartilagem triangular e no ligamento ulnotriquetral. Essas estruturas são como uma manta dentro do punho e cobre o osso nodoso do lado do dedo mínimo do punho (o osso ulna distal). Geralmente, esses rompimentos podem causar dor em atividades de rotação, como abrir uma porta, colocar água em um copo ou abrir um pote.

O paciente foi submetido a uma artroscopia usando uma câmera colocada dentro do punho para reparar o rompimento. Após a cirurgia, o paciente trabalhou com um terapeuta ocupacional da mão para melhorar a amplitude de movimento e fortalecer e condicionar a extremidade superior. Uma vez que isso foi maximizado, o paciente trabalhou com um treinador de tênis profissional com conhecimento em biomecânica e movimentos relacionados ao tênis. O treinador usou dados de uma análise dos golpes realizada antes da cirurgia para recomendar mudanças na mecânica do swing do paciente. Por fim, o paciente voltou a um alto nível de jogo.

“Sentimos que essa abordagem de trabalho em equipe é fundamental para ajudar os pacientes a retornarem à sua função e pode ser usada em outros atletas de todos os níveis que podem estar sofrendo de distúrbios do punho”, diz o Dr. Kakar.

Para obter mais informações sobre a dor na borda ulnar do punho e esportes de tacos, assista ao Dr. Kakar neste Mayo Clinic Minute.

###

Sobre a Mayo Clinic
A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a inovação na prática clínica, educação e pesquisa, fornecendo compaixão, conhecimento e respostas para todos que precisam de cura. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic para obter outras notícias da Mayo Clinic.

Contato de mídia:
Rhoda Madson, Relações Institucionais da Mayo Clinic, newsbureau@mayo.edu