• By Sharon Theimer

A dor nas pernas pode ser causada pelas varizes?

30 junho 2022
uma ilustração médica de uma perna com veias normais e uma com varizes

LA CROSSE, Wisconsin ― Pacientes que estejam com dores e sensação de peso ou de queimação nas pernas podem estar vivenciando sintomas das varizes. Essas veias torcidas e dilatadas geralmente se desenvolvem conforme a pessoa envelhece, mas também podem começar ainda na juventude. Qualquer veia que esteja próxima à superfície da pele, chamada de veia superficial, pode ser tornar uma variz.

“Para a maioria das pessoas, as varizes são uma preocupação apenas estética”, diz o Dr. Christopher Huiras, M.D., cirurgião geral e vascular do Sistema de Saúde da Mayo Clinic em La Crosse e Sparta. “Mas, para outras pessoas, as varizes podem levar a problemas de saúde graves como úlceras significativamente limitadoras ou coágulos sanguíneos. ”

O Dr. Huiras diz que os sintomas das varizes incluem:

  • Cãibras musculares e inchaço na parte inferior das pernas.
  • Dor agravada após ficar sentado ou em pé por muito tempo.
  • Coceira, dor ou calor em torno de uma, ou mais veias.
  • Úlceras na pele próximo ao tornozelo.

As varizes geralmente possuem cor roxa ou azul escura e tendem a parecer torcidas ou protuberantes.

“Praticar exercícios físicos, limitar a ingestão de sódio, perder peso e elevar as pernas são algumas opções de autocuidado que podem impedir que as varizes piorem”, explica o Dr. Huiras. “A compra de meias de compressão geralmente é a primeira abordagem que a equipe de saúde sugere antes de tentar outras opções de tratamento. ”

As meias de compressão podem ser usadas durante o dia para melhorar o fluxo sanguíneo nas pernas e reduzir o inchaço e a dor.

Se essas ações de autocuidado não aliviarem a dor, o Dr. Huiras diz que existem outras alternativas   que são capazes de proporcionar uma recuperação rápida com o mínimo de dor, são elas:

  • Escleroterapia

Neste procedimento, um profissional de saúde injeta nas varizes uma solução que cicatriza e fecha as veias. Isso pode ser feito com laser, sem precisar de agulhas.

  • Procedimento assistido por cateter minimamente invasivo

Neste procedimento que usa ablação por radiofrequência ou laser, um tubo longo e fino é colocado na veia e a ponta é aquecida. Isso destrói as veias maiores ao fazer com que elas colapsem e fechem.

  • Remoção de veias

Neste procedimento, um fragmento limitado da veia é removido por meio de pequenas incisões na perna. A remoção da veia não impedirá que o sangue flua pela perna porque as veias mais profundas da perna são as responsáveis pelos volumes maiores de sangue.

  • Flebectomia ambulatorial

Este procedimento,  realizado no consultório de um profissional de saúde, é menos invasivo do que a remoção da veia. “As varizes menores são removidas por meio de uma série de pequenas punções na pele”, diz o Dr. Huiras. “Apenas as partes da perna que estão sendo puncionadas são anestesiadas. O procedimento também é realizado na sala de cirurgia com a ajuda de sedação ou de outra anestesia para remoção mais extensa de veias.”

  • Cirurgia endoscópica de veias

Esta cirurgia geralmente é usada para casos avançados em que há úlceras na perna.

“Ocasionalmente, um ou mais procedimentos podem ser combinados para obter melhores resultados”, diz o Dr. Huiras.

###

Sobre o Sistema de Saúde da Mayo Clinic
O Sistema de Sistema de Saúde da Mayo Clinic consiste em clínicas, hospitais e outras instalações que atendem às necessidades de saúde das pessoas em Iowa, Minnesota e Wisconsin. Os profissionais da comunidade, em combinação com os recursos e o conhecimento da Mayo Clinic, permitem que os pacientes da região recebam cuidados de saúde da mais alta qualidade, pessoal e virtualmente, e perto de casa.

Sobre o Sistema de Saúde da Mayo Clinic em La Crosse
O Sistema de Saúde da Mayo Clinic em La Crosse foi a única instalação de saúde na região sudoeste de Wisconsin que no ano de 2021 recebeu cinco estrelas na avaliação de qualidade do Centers for Medicare & Medicaid e a nota A do Hospital Safety Grade, sendo mencionada entre os "250 Melhores Hospitais" dos EUA pela Healthgrades e entre os “Melhores Hospitais dos Estados Unidos” pela Newsweek.

Contato de mídia:
Rick Thiesse, Relações Institucionais da Mayo Clinic, newsbureau@mayo.edu