• By Rhoda Madson

Alerta do especialista: terapia por feixe de prótons para câncer ósseo poupa tecido circundante

25 julho 2022
Ilustração de feixe de prótons

ROCHESTER, Minnesota — Julho é o  Mês da Conscientização do Sarcoma, chamando a atenção para um grupo de cânceres que começa nos ossos ou nos tecidos moles do corpo. Existem mais de 70 tipos de sarcoma, incluindo o câncer ósseo. Os tratamentos para o câncer ósseo incluem cirurgia, quimioterapia, radiação ou terapia por feixe de prótons direcionado ao câncer.

A terapia por feixe de prótons é um tipo de radioterapia que é mais precisa do que o tratamento com raio-X tradicional que aplica radiação a tudo que estiver pelo caminho. A terapia por feixe de prótons usa partículas carregadas em um átomo, os prótons, que liberam sua energia dentro do tumor. Como os feixes de prótons podem ser muito mais bem controlados, os especialistas podem usar a terapia por feixes de prótons para administrar com segurança doses mais altas de radiação nos tumores. Isso é especialmente importante para cânceres de ossos.

“Os tumores ósseos precisam de doses muito mais altas de radiação do que um sarcoma que surge somente no músculo, o que chamamos de sarcoma de tecidos moles”, diz a Dra. Safia Ahmed, M.D., radio-oncologista da Mayo Clinic. “Essas altas doses de radiação geralmente são maiores que os tecidos normais ao redor da área podem tolerar. A terapia de prótons nos permite aplicar essa alta dose de radiação e proteger os tecidos normais.”

O câncer ósseo é raro, representando apenas 0,2 por cento de todos os cânceres. Alguns tipos de câncer ósseo ocorrem principalmente em crianças, enquanto outros afetam principalmente os adultos. Os cânceres ósseos comuns incluem sarcoma de Ewing, osteossarcoma, cordoma e condrossarcoma. Os locais mais comuns incluem a pelve, a coluna e base do crânio.

Se um paciente com câncer ósseo será um candidato à terapia por feixe de prótons dependerá de vários fatores, diz a Dra. Ahmed. A equipe de cuidados considera o plano geral do tratamento e a idade do paciente, a localização do câncer, o tecido ao redor do câncer e os possíveis benefícios e riscos de uma alta dose de radiação.

A terapia por feixe de prótons tem efeitos colaterais. Alguns são agudos, como fadiga, alterações na pele e dor se o tumor inchar e pressionar os nervos. Os efeitos colaterais de longo prazo incluem danos permanentes aos nervos ou órgãos próximos, fraturas ósseas ou a possibilidade de desenvolver outro câncer.

Antes de receber a terapia por feixe de prótons, os pacientes passam por uma simulação, que é basicamente um ensaio geral de como a radiação será aplicada. O objetivo é identificar a posição de tratamento adequada para a terapia, uma vez que a radiação é muito concentrada e precisa, diz a Dra. Ahmed. A equipe usa dispositivos de imobilização personalizados, fazendo tomografia computadorizadas e imagens de ressonância magnética à medida que desenvolvem o plano de radiação do paciente. Os pacientes também fazem uma pequena tatuagem azul (mais ou menos do tamanho de uma pinta pequena) na área do tumor para ajudar no posicionamento.

“Somos muito meticulosos sobre isso porque queremos oferecer o melhor plano de radiação que seja seguro e eficaz para os pacientes”, diz a Dra. Ahmed. “Depois que esse processo é feito e os pacientes estão prontos para começar, eles vêm diariamente para os tratamentos. A questão principal é a precisão.”

Os pacientes são normalmente submetidos à terapia por feixe de prótons cinco dias por semana durante várias semanas, com várias semanas de recuperação. A equipe de cuidados continua a monitorar os pacientes, que fazem exames regulares.

“Infelizmente, sempre há a preocupação com o retorno do câncer”, diz a Dra. Ahmed. “Mas fizemos muito progresso com todos os nossos tratamentos. Nossos resultados de sobrevida e eficácia melhoraram e continuam evoluindo .”

A Dra. Ahmed está disponível para entrevistas na mídia. Entre em contato com Rhoda Madson, Relações Institucionais da Mayo Clinic, em newsbureau@mayo.edu.

###

Sobre a Mayo Clinic
A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a inovação na prática clínica, educação e pesquisa, fornecendo compaixão, conhecimento e respostas para todos que precisam de cura. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic para obter outras notícias da Mayo Clinic.

Contato de mídia:
Rhoda Madson, Relações Institucionais da Mayo Clinic, newsbureau@mayo.edu