• By mayonewsreleases

Novo método não invasivo de tratamento da escoliose chega à América Latina como alternativa à cirurgia

June 10, 2013

Uma paciente peruana, Sofía Egües, de apenas 3 anos, afetada por uma escoliose infantil progressiva, recebeu um tratamento denominado Mehta casting (modelagem), com o qual conseguiu superar, em apenas algumas horas, 70% do encurvamento, para finalmente diminuir de 60 para 35 graus a curvatura que afetava sua coluna.

Caso de menina peruana, que sofria de escoliose grave, mobilizou profissionais da Mayo Clinic, que transferiram ao Peru uma técnica de tratamento até agora desconhecida em toda a América Latina.

A técnica, que foi aplicada na Clínica Mayo de Rochester, Minnesota, não estava disponível em nenhum país latino-americano. Diante da patologia grave que a menina apresentava, a organização Infantile Scoliosis Outreach Program (ISOP) dos Estados Unidos deu um treinamento gratuito ao médico Raúl Macchiavello, que cuidava dela. O médico, que é chefe da Unidade da Coluna da Clínica Hogar San Juan de Dios, fez o treinamento gratuito no Children's Hospital de Cincinnati (Ohio). A contribuição do ISOP, junto com outras ações beneficentes de pessoas e empresas, permitiu a Sofía, a seus pais e a seu médico viajar aos Estados Unidos para realizar o tratamento.

Uma história de busca e esforço

A escoliose (do grego skolios, "encurvado") é um desvio da coluna vertebral, que provoca uma curvatura em forma de "S" ou de "C". Diante da dura realidade de Sofía, seus pais não se conformaram com o diagnóstico feito em sua cidade, Lima, segundo o qual a única solução seria a cirurgia corretiva para a implantação de barras de titânio ao longo da coluna, seguida de outras intervenções de manutenção a cada seis meses e, finalmente, uma fusão precoce da coluna aos 8 ou 10 anos de idade.

"Estava totalmente seguro de que tudo isso iria destruir o futuro, o corpo e, provavelmente, o espírito de minha filha. Assim, minha família e eu iniciamos, de imediato, uma busca de outra alternativa para evitar a cirurgia e corrigir o encurvamento de sua coluna", disse o pai Ismael Egües. Para isso, enviaram cartas a médicos de todo o mundo. Entre muitos que receberam o pedido da família Egües estava a médica Noelle Larson, da Clínica Mayo de Rochester, que avaliou o caso e, em pouco tempo, confirmou a viabilidade do tratamento com Mehta casting, seguido de aplicações a cada dois ou três meses, por um período de um ano.

O Mehta casting é um tratamento não invasivo, que inclui a colocação de gesso em torno da coluna e do corpo da criança, o que a obriga a manter a espinha ereta, ao mesmo tempo em que cresce de maneira saudável. O procedimento se inicia com a aplicação de uma técnica denominada EDF Technique, que consiste em realizar uma rotação suave para corrigir o encurvamento e a torsão da coluna vertebral para uma posição normal. A seguir, se coloca o gesso, que deverá ser mantido por dois meses. Depois disso, volta-se a aplicar a técnica EDF.

"Apesar de o casting ter sido usado historicamente para tratar a escoliose, há um interesse renovado em aplicá-lo em crianças, usando-se a técnica do alongamento e desrrotação desenvolvida pela médica Min H. Mehta", disse Noelle Larson, da Clínica Mayo de Rochester. "Consideramos esse método um recurso poderoso, não invasivo, para corrigir essa patologia em crianças que estão em fase de rápido crescimento, tipicamente as com menos de 5 anos de idade. Essas crianças correm um risco maior de progressão da escoliose, visto que ainda lhes restam muitos anos de crescimento. Frequentemente, essas crianças são submetidas a numerosas cirurgias para o tratamento da escoliose. Qualquer avanço nas formas de tratamento não invasivo é um triunfo para os pacientes e suas famílias", declarou.

Os resultados obtidos com o tratamento de Sofía foram surpreendentes. Em menos de um mês, o encurvamento foi reduzido a 10 graus com o uso de um colete rígido, de maneira que, após o procedimento de Mehta casting, o desvio diminuiu de 50 para 35 graus. A comprovação radiológica foi impressionante e as mudanças na vida de Sofía também foram imediatos. Com o passar dos dias, a menina caminhava com maior rapidez que antes e, nas sessões de fisioterapia, mostrava grandes progressos. Apenas dois dias após sua volta à casa já conseguia se manter nas pontas dos pés — algo que nunca havia conseguido antes. E duas semanas mais tarde desceu, pela primeira vez em sua vida, todos os degraus de uma escadaria. Agora, seu corpo é mais equilibrado, o que se nota quando ela caminha ou brinca.

O médico Raúl Macchiavello, por sua vez, conta agora com uma cama especial para EDF Casting Frame, requerida para a realização do tratamento com Mehta casting, o que favorecerá os pacientes que surgirão no futuro, que poderão receber o mesmo tipo de tratamento. "Tudo isso se tornou possível graças ao grande coração de muitas pessoas no Peru e de todo o mundo, que nos ajudaram a percorrer nosso caminho, e especialmente a Deus, que assim o quis", afirmou o pai de Sofía. "Porém, devemos mencionar especialmente a médica Min H. Mehta, que desenvolveu essa técnica, a médica Noelle Larson da Clínica Mayo, pois, sem sua ajuda, nada teria acontecido, e Heather Hyatt-Montoya do ISOP, por seu grande coração. Agora, muitas crianças de nosso país terão esperança de crescer, de se desenvolver e de ser feliz, como todas as crianças do mundo", ele declarou agradecido.

Para mais informações em português, visite http://www.mayoclinic.org/portuguese/.

Os jornalistas podem se inscrever como membros da Rede Informativa da Clínica Mayo em http://newsblog.mayoclinic.org/ e receber as últimas notícias sobre saúde, ciência e pesquisa, bem como para ter acesso a vídeos, áudios, textos e elementos gráficos, que podem ser baixados ou integrados.

Para mais notícias sobre a Clínica Mayo, visite o site http://www.mayoclinic.org/news/. O MayoClinic.com está disponível como fonte para reportagens da área de saúde.

Please login or become a member to post a comment.